Sábado, 29 de Março de 2014
Hora de verão

Adiante o relógio esta noite

 

ZÉ D'ALBUFEIRA                          

Se trabalha amanhã, deite-se esta noite mais cedo do que o habitual. A transição para a hora de Verão vai comer-lhe sessenta minutos de sono.

Quando for uma hora da madrugada de domingo, em Portugal continental, os ponteiros do relógio deverão ser adiantados 60 minutos.



publicado por albufeiradiario às 00:03
link do post
partilhar

Domingo, 23 de Março de 2014
Este domingo em Albufeira

Festa dos Passos

 


16h00 - Missa solene na Igreja matriz.
17h00 - Procissão dos Passos, a partir da matriz, seguida de Sermão do Encontro
             no adro da Igreja de Santa Ana.


publicado por albufeiradiario às 04:00
link do post
partilhar

Quarta-feira, 19 de Março de 2014
Na comunicação ao País desta quarta-feira

Cavaco julga-nos iletrados

 

 

ZÉ D'ALBUFEIRA

O PR deve pensar que se está a dirigir a palermas:

"Nos termos da Constituição e da lei, e após ouvir os partidos políticos, decidi marcar a eleição dos Deputados ao Parlamento Europeu para o próximo dia 25 de maio. Nesse dia, os Portugueses irão ser chamados a escolher os seus representantes no Parlamento Europeu. [...] Não está em causa a escolha de deputados ao parlamento nacional ou de representantes autárquicos."



publicado por albufeiradiario às 20:42
link do post
partilhar

Domingo, 16 de Março de 2014
Há 40 anos
16 de março: antecâmara da liberdade

Edíficio do comando do ex-RI5, hoje Escola de Sargentos do Exército

 

16 de Março de 1974. Tentativa de golpe militar contra o regime. Só o Regimento de Infantaria 5 das Caldas da Rainha marcha sobre Lisboa. O golpe falhou. São presos cerca de 200 militares, alguns deles decisivamente envolvidos na preparação da "Revolução dos Cravos".

                                                                                          In Odivelas / Posto de Comando do MFA 

 

ZÉ D'ALBUFEIRA
Ficou registado na História como o Levantamento das Caldas o movimento militar que eclodiu no dia 16 de Março de 1974, em antecipação do vitorioso 25 de Abril - que restituiu a Liberdade ao Povo Português.

Uma coluna militar proveniente do Regimento de Infantaria 5, das Caldas da Rainha, marchou sobre Lisboa naquela que seria uma insurreição abortada. Mas que constituiu o despertar das consciências da esmagadora maioria dos portugueses para a necessidade de mudar o rumo dos acontecimentos, com vista ao fim da ditadura fascista de Salazar e Caetano e à consequente  reposição da Democracia.

A História está por fazer. E dúvidas pairam ainda sobre a verdade dos acontecimentos daquela madrugada do final do último Inverno que antecedeu o glorioso 25 de Abril. Teria havido uma deficiente articulação do Movimento dos Capitães que  programara uma acção revolucionária que levaria ao derrube do regime opressor vigente há mais de quarenta anos em Portugal? Ou teria sido esta insurreição (das Caldas) propositadamente desencadeada como um balão de ensaio para pôr à prova a "paz podre" e a segurança do Estado de então?

O que é certo é que ela teve o condão de assustar o regime e os seus mentores. E de acordar os portugueses, preparando-os para a aceitação sem reservas da Revolução dos Cravos, iniciada com o golpe militar, então bem sucedido, de 25 de Abril de 1974.

Eu estava na tropa na altura. E vivi por dentro, com a ansiedade de quem, absorvendo com sofreguidão o conteúdo do  livro de Spínola "Portugal e o Futuro", esperava a abertura definitiva de Portugal ao mundo.

Aqui expresso a minha profunda gratidão a quantos participaram no movimento militar (abortado) de 16 de Março de 1974 - a partir do qual os portugueses acreditaram na conquista da Liberdade. Obtida, finalmente, graças aos militares que, enquadrados por heróicos Capitães, fizeram o 25 de Abril com generosidade e romantismo e sem derramamento de sangue.



publicado por albufeiradiario às 03:25
link do post
partilhar

Sexta-feira, 14 de Março de 2014
Obituário
Amigos que partem



ZÉ D'ALBUFEIRA

Esta semana tem sido particularmente dolorosa em matéria de óbitos de amigos que partem para a casa do Pai.

Resta-nos a consolação que advém da esperança de um dia nos reencontrarmos. No Paraíso?


publicado por albufeiradiario às 05:31
link do post
partilhar

Domingo, 9 de Março de 2014
Filha de Albufeira

Ivone Álvaro aspira a top do ténis brasileiro

A jovem tenista tem talento para chegar ao topo
ZÉ D'ALBUFEIRA
Conhecem a miúda da foto?
É nossa conterrânea, conta 17 lindas primaveras e é filha do Paulo Sérgio, antigo basquetebolista (de relevo) no período áureo do Imortal na modalidade, e da Maria João, ex-funcionária da PT/Cerro Alagoa.
Praticante de ténis desde os 4 anos, a Ivone emigrou para o Brasil acompanhando os progenitores e por Terras de Santa Cruz tem tido uma carreira fulgurante como tenista júnior. Profissionalizou-se na presente temporada, apostando, já na condição de sénior, no circuito profissional. E como a ambição não tem limites, a jovem albufeirense aponta como meta, nada mais nada menos que o 'top 100'!
Por enquanto, a talentosa tenista albufeirense ocupa o 740º lugar do ranking. Mas promete mais altos voos, quiçá o primeiro lugar...


publicado por albufeiradiario às 11:58
link do post
partilhar

Sábado, 8 de Março de 2014
Dia internacional da mulher
Mulher

  A mulher não é só casa  
mulher-loiça, mulher-cama  
ela é também mulher-asa,...
mulher-força, mulher-chama

  E é preciso dizer  
dessa antiga condição  
a mulher soube trazer  
a cabeça e o coração

Trouxe a fábrica ao seu lar  
e ordenado à cozinha  
e impôs a trabalhar  
a razão que sempre tinha

  Trabalho não só de parto  
mas também de construção  
para um filho crescer farto  
para um filho crescer são

  A posse vai-se acabar  
no tempo da liberdade  
o que importa é saber estar  
juntos em pé de igualdade

  Desde que as coisas se tornem  
naquilo que a gente quer  
é igual dizer meu homem  
ou dizer minha mulher

  ARY DOS SANTOS


publicado por albufeiradiario às 05:35
link do post
partilhar

Poeta algarvio, grande figura nacional

João de Deus nasceu

há 184 anos

Ficheiro:Joao de Deus Ramos.jpg

 

ZÉ D'ALBUFEIRA                           

Passa hoje, 8 de Março, o 184º aniversário do nascimento do grande vate algarvioJoão de Deus. A efeméride é comemorada em S. B. de Messines, sua terra natal, com um conjunto de iniciativas que visa manter viva a memória do eminente poeta e pedagogo, que a História pátria regista como o poeta do amor e criador da 'Cartilha Maternal', pela qual  gerações de portugueses aprenderam as primeiras letras. Ainda hoje, é utilizada com êxito nos Jardins-Escola de que é patrono.

Dele disse um dia Eça de Queiroz, outro enorme vulto da nossa literatura: "João de Deus é a alma poética do povo português".

 

      Amor

Não vês como eu sigo

Teus passos, não vês?

O cão do mendigo

Não é mais amigo

Do dono, talvez!

 

Ao pé de uma fonte

No fundo de um vale,

No alto de um monte

De vasto horizonte,

Sem ti estou mal!

 

Sem ti, olho e canso

De olhar, e que vi?

Os olhos que lanço,

Acharem descanso,

Só acham em ti!

 

Os ventos que empolam

A face do mar,

E as ondas que rolam

Na praia, consolam

Tamanho pesar?

 

As formas estranhas

De nuvens que vão

Roçando as montanhas,

Em ondas tamanhas,

Distraem-me? Não!

 

A pomba que abraça

No ar o seu par,

E a nuvem que passa,

Não tem essa graça

Que tens a andar!

 

Parece o pezinho,

De lindo que é,

Ligeiro e levinho,

O de um passarinho

Voando de pé!

 

O rosto, há em torno

Da pálida oval,

Daquele contorno

Tão puro, o adorno

Da auréola imortal!

 

Não sei que luz vaga,

Mas íntima luz,

Que nunca se apaga,

Me inunda, me alaga,

Se os olhos lhe pus!

 

Eu amo-te, e sigo

Teus passos, bem vês!

O cão do mendigo

Não é mais amigo

Do dono, talvez!

 

In "Campo de Flores"



publicado por albufeiradiario às 02:05
link do post
partilhar

Quarta-feira, 5 de Março de 2014
Início da Quaresma

Quarta-feira de cinzas

cinzas.jpg

Bênção e imposição das cinzas

A bênção e a imposição das Cinzas são uma prática penitencial muito antiga.

Nos primeiros séculos da Igreja, os cristãos, que haviam prejudicado a comunidade cristã com escândalos públicos, expiavam-nos duarante a Quaresma. No começo desse tempo litúrgico, recebiam as cinzas sobre as suas cabeças, em sinal de humildade e, a seguir, eram acompanhados à porta da igreja. Até Quinta-Feira Santa não participavam nas assembleias da comunidade, mas permaneciam no átrio, em sinal de penitência.

Na sociedade moderna, em que tudo se permite e tudo se procura coonestar, não só se está a perder a consciência das repercussões sociais do pecado, como também o próprio sentido de pecado. Por isso, as penitências públicas não seriam compreendidas.

A Igreja, no entanto, através da cerimónia simbólica da imposição das cinzas, quer que reconheçamos a nossa condição de pecadores e nos dispunhamos a aceitar, com humildade, a morte temporal, como consequência do pecado.

Quer, igualmente, que nos comprometamos a lutar contra o pecado durante a Quaresma, confiados na ilimitada misericórdia de Deus, que não deseja "a morte do pecador".

*

*      *

Com o apleo à conversão, expresso na cerimónia da imposição das cinzas, a Igreja dirige-nos também um convite ao jejum.

Renunciando a uma parte importante do seu alimento, o cristão manifesta a sua disponibilidade em seguir o Senhor e em amá-lo acima de todas as coisas materiais e exprime a sua solidariedade com tantos homens e mulheres privados de alimento, de meios económicos, de bens culturais e de possibilidades de progresso.

Tempo de conversão, a preparação para a Páscoa deve transformar-se em "Quaresma de Fraternidade".

 

FONTE - Missal Popular



publicado por albufeiradiario às 08:19
link do post
partilhar

pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Autárquicas 2017

Humor sem... humor

De 5 a 15 Agosto

Bombeiros de Albufeira

Autárquicas 2017

Segurança de peões

No calendário

Emergência social

Av. 25 de Abril

Diversão & solidariedade

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

links
blogs SAPO
subscrever feeds