Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Dia da Mulher - 8/março

albufeiradiario, 08.03.21

Sem sentido

quando-uma-mulher-literalmente-domina-um-homem.jpg

                                                                                                                                                                                                         d.r.

ZÉ D'ALBUFEIRA

Hoje em dia já não faz sentido comemorar um Dia da Mulher.

Longe vão os tempos em que a emancipação do belo sexo (ou sexo fraco, como comummente aceite) era uma necessidade gritante, um dado adquirido por toda a gente.

Agora... elas é que mandam! Em casa. No emprego. Na vida.

Nem preciso argumentar. Tão evidente é o seu peso na sociedade atual.

rir.jpg

A poesia de

albufeiradiario, 07.03.21

Maria da Conceição Elói

(Madressilva)

marquinhas elói.jpg

Saudade

Andam meus olhos tristes e cansados,

E para mim é tudo indiferente,

Nem aprecio, como antigamente,

Os perfumes subtis e delicados.

 

Da mágoa imensa que a minha alma sente,

A meus ouvidos, chegam sons magoados,

Na vida os passos, são descompassados

Pela presença de outra vida ausente…

 

Sinto na alma aquela chama estranha

Que de hora a hora, sempre me acompanha

Num misto de tortura e ansiedade.

 

É uma dor, velada de incerteza,

É tão sentidamente portuguesa,

A que nós damos nome de saudade.

Num 'outro' tempo

albufeiradiario, 01.03.21

A primavera da esperança

albufeira vista aerea recente.jpg

                                                                                                                                                                                                         d.r.

ZÉ D'ALBUFEIRA

Entre muitas coisas que alterou em nós, a pandemia deu-nos uma diferente noção (da marcha) do tempo, enquanto somatório de instantes que compõem a vida.

Mesmo a sequência dos períodos a que se convencionou chamar dias, semanas, meses e anos - parece ter desiguais sentidos  em relação ao 'antes'.

Digamos que há uma prostituição do tempo, com novas perceções assumidas intrinsecamente, pese ambora as equações matemáticas se mantenham inalteráveis.

É assim que, neste embalar coletivo em que nos deixamos acalentar, nem nos damos conta de que hoje tem início o mês que introduz a primavera.

Em anos anteriores, estaríamos a augurar bons dias para o turismo vindouro - que o mesmo é dizer para a economia da região. E também um novo período alargado de alegria e esperança nas nossas vidas em família.

Porém, tudo isto cai por água abaixo por força da pandemia, essa malvada que nos condiciona, a torto e a direito...

Sem nunca esmorecer, acreditemos que melhores dias virão!

A poesia de

albufeiradiario, 28.02.21

Maria da Conceição Elói

(Madressilva)

marquinhas elói.jpg

 

Oh! Meu Algarve

Oh! Meu Algarve sempre acolhedor

Irmão mais novo em terra portuguesa

Rincão de trinta léguas de estreiteza

Mas sempre grande, em seu real valor.

 

Por graça singular da natureza

Uma aguarela, feita luz e cor,

Onde o Verão com todo o seu esplendor

Põe no Inverno uma braseira acesa.

 

Moreno Algarve de alma aventureira

Dum pólo ao outro pela Terra inteira

Em passos largos caminhou, subiu…

 

E atravessando os mares mais profundos

Mostrou ao velho mundo novos mundos,

E só agora o mundo o descobriu…

Salvador Victo / Imortal Basket

albufeiradiario, 24.02.21

O mais novo de sempre a jogar na Liga

imortal-estreou-jovem-de-15-anos-o-mais-novo-desde

                                                                                                                                                                                                    d.r.

ZÉ D'ALBUFEIRA

Com a devida vénia, a seguir transcrevo a notícia publicada no ZEROZERO acerca da estreia do jovem atleta albufeirense Salvador Victo na Liga, no último sábado em Aveiro - "o mais novo de sempre".

É sempre de realçar quando um jovem é lançado na equipa sénior, mas o que aconteceu no Aveiro, no último sábado, foi um pouco para além disso.
 
No duelo frente ao Esgueira, o Imortal lançou Salvador Victo, jovem de 15 anos que se tornou no mais novo de sempre a jogar na Liga, desde que o zerozero tem registos (2008/09).
 
O jovem natural de Albufeira, que faz parte da formação do conjunto algarvio, entrou na reta final, com o jogo já decidido (51x76) e 1 minuto e 14 segundos ainda por jogar.
 
A folha estatística ficou em branco, mas isso é o menos importante nesta história, sendo que o feito, esse, já ninguém lhe tira.
 
Com apenas 15 anos, 11 meses e 12 dias, Salvador bateu o registo de João Caldeira, que se estreou na Liga Portuguesa de Basquetebol com apenas 16 anos, 1 mês e 12 dias, ao serviço do Elétrico, em 2015/16, frente ao FC Porto, bem como os registos de Tiago Oliveira e Diogo Dias, os dois outros nomes que completavam a lista [ver tabela].
 
De resto, desde 2008/09, época a partir da qual o nosso site tem as fichas de jogo do principal escalão completas, nunca houve um jogador com menos de 16 anos a participar em qualquer partida.
 
Uma proeza impressionante e mais um registo para abrilhantar ainda mais a época sensacional do Imortal.

À atenção da ASAE e GNR

albufeiradiario, 23.02.21
Laranja espanhola vendida como algarvia na EN 125

laranjas.jpg

                                                                                                                                                                                            d.r.

ZÉ D'ALBUFEIRA

Como já alguns suspeitavam, há vigarice com a venda de laranjas à beira da estrada, no Algarve.
 
Nem todas as bancas ao longo da EN 125 são de produtores a tentar escoar os seus produtos.
 
Pelo testemunho vindo a público esta terça-feira nas redes sociais, um "camião de Espanha" foi visto na "zona de Albufeira", a descarregar laranjas provenientes dos nossos vizinhos da outra margem do Guadiana, supostamente para serem comercializadas como algarvias.
 
Como se já não bastasse que os clientes desprevenidos comprassem laranjas roubadas, compram-nas agora também de origem falsa!
 
Seria bom que as autoridades locais averiguassem o que parece configurar um crime de natureza aconómica lesivo dos interesses do nosso País.

Screenshot_2021-02-23 (11) José Correia Facebook.153050164_10218861478834725_4023714882123401875_n.

A poesia de

albufeiradiario, 21.02.21

Maria da Conceição Elói

(Madressilva)

marquinhas elói.jpg

Solteira

Que importa ficar solteira

Quando é tão certo o ditado:

“Antes só a vida inteira

Do que mal acompanhado”…

 

Fiquei solteira, que importa?

Foi bom num certo sentido:

-  Não digo que a sogra é torta

Nem digo mal do marido!

Artistas do povo (Albufeira)

albufeiradiario, 20.02.21

PEQUENA homenagem ao GRANDE

Helder Bailote

bar portas da vila.jpg

151847256_2918402958479130_3855972554032751315_o.j

                                                                                                                                                                              d.r.

Bar Portas da Vila

Eleições autárquicas

albufeiradiario, 18.02.21

Criadas novas dificuldades aos grupos de cidadãos independentes

camara municipal albufeira bandeiras.jpg

                                                                                                                      ALBUFEIRA SEMPRE (arquivo)

ZÉ D'ALBUFEIRA

Os partidos do 'bloco central' infligiram um rude golpe na democracia aprovando, no verão passado, em final de sessão legislativa e quase na (semi) clandestinidade, sem o menor debate propiciador do conhecimento público, legislação que dificulta deliberadamente as candidaturas de grupos de cidadãos independentes - isto é, sem apoio partidário  - aos órgãos do Poder Local. 

PS, a quem nada resta de socialismo em liberdade, e PSD, que há muito deixou de ser social-democrata, ambos transformados em liberalzecos-não-assumidos de segunda ordem e defensores de interesses, por vezes obscuros e nem sempre legítimos, de grupos de poderosos que neles se instalaram - temendo o aumento da concorrência de cidadãos apartidários nas disputas autárquicas, pura e simplesmente resolveram aliar-se, tal como fazem sempre que lhes convém, para prostituir os direitos dos munícipes em matéria eleitoral, criando desta forma dificuldades acrescidas ao regular funcionamento das freguesias e dos municípios.

O Poder Local democrático constituíu  sem sombra de dúvida uma das mais importantes conquistas do 25 de Abril, pelo que a limitação do acesso aos órgãos autárquicos configura um claro atropelo ao livre exercício da cidadania então devolvido ao povo português e até hoje praticado com elevação.

A marosca só veio a lume recentemente porque o presidente da Câmara do Porto, eleito por um grupo de cidadãos, a denunciou, sem o que quase teria passado incólume, tal o segredo com que a trataram os partidos conluiados. E também os restantes partidos com assento parlamentar, desencadeadores por vezes de autênticas tempestades por dá cá aquela palha, se remeteram ao silêncio, vá lá saber-se porquê...

Entretanto, a Associação Nacional dos Movimentos Independentes (AMAI)  já veio a terreiro questionar a constitucionalidade dos novos diplomas, cuja aplicação repudia.

Quando assistimos a um recrudescer dos perigos que minam o Estado de Direito, eis que aqueles que o deviam defender na primeira linha lhe causam um rombo de consequências imprevisíveis.

No mínimo lamentável.

A poesia de

albufeiradiario, 14.02.21

Maria da Conceição Elói

(Madressilva)

marquinhas elói.jpg

Não mintas

Não mintas fingidamente,

Com protestos de amizade,

Que o olhar logo desmente

Se a boca falta à verdade.