Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Poetas algarvios de sempre

albufeiradiario, 13.03.08

JOÃO BRAZ

João Braz.jpg

 

 

Ao meu amigo Horácio Machado (filho do poeta)

ZÉ D'ALBUFEIRA

 

Nascido em S. Brás de Alportel a 13 de Março de 1912, João Braz Machado viria a fixar-se em Portimão, onde viveu até ao final da vida (22 de Junho de 1993).

Começou a escrever poemas aos 11 anos. Aos treze ganhou um prémio num concurso de poesia, o que o lançou na aventura poética que foi toda a sua vida.

Em 1951 foi distinguido com o título de "príncipe dos poetas portugueses" nos Jogos Florais Nacionais.

Foi também jornalista (fundou e dirigiu "A Rajada" e colaborou em diversos jornais nacionais e regionais) e autor teatral.

Da sua vasta obra, dois títulos se destacam: "Aguarelas Algarvias" e "Esta Riqueza Que o Senhor Me Deu", ambos com várias edições.

Em 1992 foi galardoado com o Diploma de Mérito Municipal pela Câmara de Portimão.

A memória do poeta João Braz encontra-se perpetuada numa estátua, em bronze, da autoria de Arlindo Arez, implantada na zona ribeirinha de Portimão, cidade em cuja toponímia figura o seu nome.

 

O mundo, pião de Deus...

.

 

Outro dia, na escola,

O professor deu à gente

Uma bizarra lição:

- Disse que o mundo é uma bola

E anda à roda, eternamente,

A girar como um pião…

 

Nunca em tal tinha pensado;

E fiquei muito admirado

Com a lição que aprendi.

…Roda o mundo, e o caso é

Que eu ando a rodar em pé

E ainda não entonteci.

 

Mas ponho o caso em estudo,

Reparo que nisto tudo

Reina grande confusão,

Pois, no céu, seria asneira

Deus andar, por brincadeira,

Sempre a jogar ao pião…

 

E nem o meu professor

Decifra sem aranzel

Este segredo profundo:

?Onde é que Nosso-Senhor

Foi arranjar um cordel

Pra fazer rodar o mundo?

8978090515-esta-riqueza-que-o-senhor-me-deu-poemas