Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Caso de polícia

albufeiradiario, 19.02.07

FALSO PADRE ACTUA EM ALBUFEIRA

                         ZÉ D'ALBUFEIRA                           

Um auto-intitulado "padre", jovem bem falante e persuasivo, tem andado por aí a sacar umas massas a alguns incautos, cristãos (?) locais, a troco de os livrar do "mal". Faz exorcismos, afirmam os seus seguidores. Claro está, à margem da Igreja a que diz pertencer. Nem o clero o reconhece, nem ele possui qualquer documento autêntico que o identifique como ministro dessa Igreja.

"Autenticam" o seu "estatuto" alguns "fiéis" que, em pleno terceiro milénio!, acreditam que as curas milagrosas se compram com dinheiro e vão atrás de uma espécie de conto do vigário de cariz religioso, contestando inclusive quantos procuram abrir-lhes os olhos.

Cada um é livre de seguir quem quiser. Mas será a cegueira tão grande que lhes não permite distinguir um impostor?

...

albufeiradiario, 18.02.07

 A  TRANSCRIÇÃO  DE  DOMINGO

[...]

Este referendo sobre o aborto foi mais uma vitória política da agenda fracturante que Francisco Louçã, com talento, tem imposto à sociedade portuguesa.

A estratégia passa, ainda, pela despenalização das chamadas drogas leves, pela união de facto entre os homossexuais, etc., etc. Em tudo o que cheire a questionar o valor da instituição família e possa servir para partir a tradicional matriz católica da sociedade nacional, o Bloco de Esquerda está lá. [...] Faz  parte de uma estratégia que ajude a construir um Portugal diferente, "moderno", onde a dissolução dos costumes seja a ponte para uma realidade social e política diferente. É uma estratégia, e é legítima, mas deve ser assinalada, até para percebermos quem lidera e quem anda a reboque (seja por falta de ideias, seja por fascínio pela "modernidade", seja pelo cálculo eleitoralista de perder o menos possível de influência nesta sociedade cada vez mais hedonista, politicamente correcta e com horror aos valores).

                                    João Marcelino, jornalista, director editorial da revista Sábado