Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

De novo, a polémica do encanamento da ribeira

albufeiradiario, 11.05.09

CÂMARA DE ALBUFEIRA ACEITA ALTERAR OBRAS DEPOIS DE EMBARGO

ZÉ D'ALBUFEIRA          Troço da ribeira já canalizado em manilhas

Mais uma vez nos servimos do barlavento.online, com a devida vénia como sói dizer-se, para transcrever aos nossos estimados leitores as últimas sobre o encanamento da ribeira à entrada de Albufeira:

 

A Câmara de Albufeira está já a analisar um documento que lhe foi entregue pela Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve, onde consta um conjunto de exigências e sugestões, para a revisão da intervenção na ribeira, junto à Estrada Nacional 395, uma das principais entradas na cidade.

Câmara vai alterar obra da ribeira em Albufeira depois A obra tinha sido embargada pela ARH em Fevereiro, tal como o barlavento.online noticiou em primeira mão.

«Os técnicos da autarquia estão agora a gerir o processo e a analisar ponto por ponto o que nos enviaram, para podermos responder às exigências e apresentar as alterações, através de uma contra proposta», garantiu ao «barlavento» Desidério Silva, presidente da Câmara de Albufeira.

A intervenção na ribeira será reajustada pelos serviços da autarquia para responder às questões de ordem legal levantadas no documento entregue pela ARH à Câmara. Tudo porque a ribeira estava a ser tapada, em determinadas zonas, sem que a ARH tivesse tido conhecimento prévio.

Não quer dizer, contudo, que haja impedimento em continuar o projecto na linha de água. «Haverá sítios que não há outra solução senão tapar. No entanto, há zonas em que a linha de água será tratada de forma a dar resposta àquilo que são as exigências da ARH», avançou Desidério Silva.

Nessas zonas, em princípio, poderá ser feito o Parque Verde, uma das ideias do projecto inicial, para requalificar a envolvente à entrada da cidade de Albufeira.

«Estamos a fazer tudo para que não haja confrontos de qualquer tipo e para que haja um equilíbrio entre o projecto e as exigências», afirmou ainda o autarca.

É que a Administração da Região Hidrográfica tinha embargado aquela obra na linha de água, a 27 de Fevereiro, após ter sido feita uma denúncia, que levou à notificação da Câmara de Albufeira e à suspensão dos trabalhos.

Naquela altura, a ARH explicou que, como no dia seguinte à notificação os trabalhos tinham continuado, a entidade viu-se obrigada a embargar a obra.

Desidério Silva contradizia, todavia, a versão da ARH, garantindo que não estavam a ser feitas mais obras, mas sim «uma limpeza da ribeira, antes de um fim de semana com previsão de chuva».

A notificação à autarquia surgiu porque não foi entregue nenhuma documentação a informar a ARH, a responsável pelos recursos hídricos, para que fosse emitido um parecer sobre a viabilidade da obra.

Na ribeira, já estavam a ser colocadas manilhas de betão de grandes dimensões para conduzir a água pelo seu interior, artificializando a ribeira e criando túneis.

A intervenção na linha de água continuará suspensa até que sejam encontradas as soluções que correspondem ao que a ARH pretende, mas os arranjos na Estrada Nacional 395, entre a Avenida dos Descobrimentos e o acesso à Quinta dos Caliços, continuam a avançar.

11 de Maio de 2009 | 14:35
ana sofia varela

 

1 comentário

Comentar post