Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

PR versus PM

albufeiradiario, 19.08.09

LUTAS QUE MOLESTAM A DEMOCRACIA

ZÉ D'ALBUFEIRA    

O nosso País é cada vez mais uma sociedade de escárnio e maldizer. E um pântano de onde se torna progressivamente mais difícil saír sem mácula.

As manobras de bastidores e as acusações mútuas entre Belém e São Bento a que vimos assistindo nos últimos dias, acerca da pretensa colaboração de assessores do PR no programa eleitoral do PSD, que passam pela insinuação de que a Casa Civil do Presidente tem sido alvo de escutas e vigilância por parte do SIS (na dependência do primeiro-ministro) - são nada mais nada menos que o corolário das disputas do poder que têm vindo a verificar-se, silenciosamente, entre o executivo e o mais alto magistrado da Nação.

O PS faz lembrar aqueles clubes de futebol que, ao anteciparem uma derrota no próximo jogo, ante a necessidade que sentem de justificar-se perante a massa associativa, começam oito dias antes a arranjar bodes expiatórios, lançando sobre o árbitro nomeado suspeições de favorecimento do adversário.

Por seu turno o PR, armado em virgem inocente, trata de fazer passar a mensagem de que "não vi nada, não ouvi nada, não sei de nada!".

E assim se vai minando a já tão depauperada imagem dos políticos deste País, antes de brandos costumes e gente ordeira e políticos servidores desinteressados do Estado e do Povo.

Afinal, qual é o problema de colaboradores do PR, social-democrata assumido, ex-militante, dirigente nacional e primeiro-ministro do PSD, darem uma mãozinha a título pessoal na elaboração do programa de Governo do seu partido? Não fizeram o mesmo em relação ao PS os colaboradores directos de Mário Soares Presidente da República? E não farão o mesmo os assistentes socialistas de Sócrates se este vier um dia a ocupar o Palácio de Belém? [Lagarto, lagarto, lagarto!!!].

Diga-se em abono da verdade que os homens do Presidente bem poderiam também colaborar no programa do PS - pois, em minha opinião, não se vislumbram diferenças acentuadas entre ambos. Tão bom és tu como és tu!

O que o País menos precisa neste momento é de discussões de lana caprina como esta, que vem alastrando em tudo quanto é comunicação social e intoxicando a mente dos portugueses numa altura que deveria ser de profunda reflexão sobre os problemas nacionais e o futuro de Portugal, quando se vive uma crise gravíssima que ainda não se sabe onde chegará e se avizinham dois actos eleitorais da maior importância para o advir da nossa democracia.

Parece, aliás, que estes problemas são levantados e alimentados até à exaustão justamente para fazer desviar a atenção dos portugueses do verdadeiro pantanal em que os lançaram sem dó nem piedade - e do qual cada vez menos se enxerga uma saída no horizonte!

* foto RR