Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011
Policiamento

DEFICIENTE UTILIZAÇÃO

DE MEIOS HUMANOS

ZÉ D'ALBUFEIRA                           d.r.

O comando nacional da GNR, em resposta a uma preocupação manifestada pelo presidente da Câmara, veio a terreiro afirmar que os efetivos do Destacamento de Albufeira são ajustados às necessidades da zona.

Talvez numericamente e no papel assim seja. Mas afirmá-lo desta forma categórica denota, no mínimo, confrangedor alheamento do que se passa no teatro de operações. E deixa transparecer, por outro lado, uma manifesta e condenável atitude de avestruz. Caraterística que, reconheçamo-lo, se vem acentuando ultimamente na atuação de responsáveis da vida nacional. 

O problema, grave, que se coloca é a adequação do dispositivo da Guarda - e o seu desempenho operacional - à realidade existente no terreno.

E aqui, o que se verifica é que os militares da Guarda estão constantemente ocupados na caça à multa nas rotundas da cidade. Descurando obviamente o chamado policiamento de proximidade. O tal que coloca (deveria colocar) os militares em situação de vigilância abrangente, para dissuasão dos marginais e segurança das populações.

Não menos importante é o insuficiente efetivo mobilizado no combate direto ao crime organizado, em crescendo assustador. É humanamente impossível fazer mais e melhor. Os membros do NIC são autênticos heróis nesta luta desigual, face à escassez de meios que enfrentam diariamente.

Em resumo, o problema aflorado pelo edil não residirá, de facto, no número de efectivos. Mas tão-só no seu enquadramento. E este é da responsabilidade da cadeia de comando.

*foto ALBUFEIRAsempre

 



publicado por albufeiradiario às 06:50
link do post | comentar
partilhar

7 comentários:
De Daniel Cabrita a 11 de Fevereiro de 2011 às 18:55
Temos que concordar com uma coisa: para o trabalho deles, é mais fácil e dá menos trabalho multar os que pagam impostos e quem lhes paga os ordenados do que andar atrás dos delinquentes onde podem levar uma sova e para alem disso é trabalho perdido, pois serão soltos logo de seguida.
No entanto, é bom que de vez enquando eles levem uma sova como levaram à dias à porta do trabalho para saberem o que sente a malta que paga impostos e os ordenados deles


De do Zé da Galé a 13 de Fevereiro de 2011 às 14:09
ainda hoje domingo estiveram a manhã inteira na estrada de Vale Parra com o radar escondido na caça á multa ,


De mirador a 15 de Fevereiro de 2011 às 17:38
Quando se aproxima a hora de regresso e não têm trabalho para mostrar, então multam o que aparece pela frente, estejam ou não mal estacionados.
Deixaram de colocar no pára brisas o aviso da infracção . Enviam carta registada com aviso de recepção. É mais actualizado...
Paga Zé...


De Luciano a 15 de Fevereiro de 2011 às 21:57
O facto de não colocarem aviso no vidro do carro tem como objectivo fazer mais dinheiro em multas. Até a pessoa receber multa em casa vai voltar a estacionar no mesmo local, e voltar a apanhar multas sem fim até que comecem a chegar a casa. No tempo em que havia uma preocupação mínima com a prevenção eles multava em frente às pessoas e pelo menos essas pessoas deixavam de estacionar naqueles locais, agora é às escondidas porque rende mais.
A mesma coisa para os radares escondidos. Se realmente estivessem preocupados com a perigosidade de quem anda acima dos limites, eles andavam à vista de toda a gente que a malta assim que os vê anda logo devagar. agora a escondidas a malta paga multas e continua a andar em excessos na mesma. E até se receber a multa em casa a malta faz mais 6 meses de condução perigosa. Prevenção ZERO!


De Guilherme Gomes a 18 de Fevereiro de 2011 às 12:20
"a malta paga multas e continua a andar em excessos na mesma. E até se receber a multa em casa a malta faz mais 6 meses de condução perigosa."
Esta frase realmente é fantástica.
Se não se transgredir não se é multado ... simples. Esses comentários denotam uma certa raiva de quem transgrediu e foi punido por tal infração.
Caça à multa existe quando não se pratica qualquer infração e se aplica uma multa, e isso sinceramente não acredito que exista, e se acontecer deve ser imediatamente denunciado.
Agora se está mal estacionado ou vai em excesso de velocidade tem de ser autuado, qual é a dúvida???
As regras de trânsito são para cumprir sempre ou só em frente à policia?


De Luciano a 20 de Fevereiro de 2011 às 07:34
Por acaso não fui multado, nem por estacionamento nem por velocidade.
A caça à multa em Portugal é uma realidade, e não se vê vontade nas autoridades de realmente fazer cumprir a lei, só de fazer dinheiro. Multam-se carros por estarem em cima do passeio a tirar espaço aos peões, mas não se multam as pessoas que nesse momento e nesse local andam na estrada em vez de andarem no passeio. Multam-se condutores que tocam num traço contínuo mas ao mesmo tempo não se multam peões que no mesmo local passam fora da passadeira. Caça à multa existe quando se multam os condutores e no mesmo momento e presenciado pelos mesmos agentes há inúmeras infracções a que tapam os olhos porque são infracções que rendem pouco.
E pergunto-me sobre quando irá a GNR/PSP começar a multar os pseudo amantes da pátria que colocam bandeiras durante os campeonatos de futebol e as deixam apodrecer à vista de todos quando os campeonatos acabam. Existe um protocolo da bandeira nacional que ninguém faz cumprir e temos tristes exemplos em Albufeira de bandeiras completamente podres e
à vista de todos, mas quem paga por não cumprir é o condutor.


De Guilherme Gomes a 21 de Fevereiro de 2011 às 15:06
Ah então o problema é que se deveriam passar mais multas????
Não entendo, quer dizer que a solução para terminar com a suposta caça à multa é passar mais multas.
Apesar de não concordar consigo no que diz respeito à caça à multa, pois os incupridores têm de ser punidos, estou inteiramente de acordo consigo em relação às bandeiras nacionais


pesquisar
 
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Quem foi

Tradição

Carlos do Carmo

Fácil condenar

HUMOR pré-Natal(ício)

Paróquia de Albufeira

Imagens que falam por si

Joacine Moreira, deputada...

Câmaras continuam (quase)...

Atrase o relógio

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

links
blogs SAPO
subscrever feeds