Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Policiamento

albufeiradiario, 08.02.11

DEFICIENTE UTILIZAÇÃO

DE MEIOS HUMANOS

ZÉ D'ALBUFEIRA                           d.r.

O comando nacional da GNR, em resposta a uma preocupação manifestada pelo presidente da Câmara, veio a terreiro afirmar que os efetivos do Destacamento de Albufeira são ajustados às necessidades da zona.

Talvez numericamente e no papel assim seja. Mas afirmá-lo desta forma categórica denota, no mínimo, confrangedor alheamento do que se passa no teatro de operações. E deixa transparecer, por outro lado, uma manifesta e condenável atitude de avestruz. Caraterística que, reconheçamo-lo, se vem acentuando ultimamente na atuação de responsáveis da vida nacional. 

O problema, grave, que se coloca é a adequação do dispositivo da Guarda - e o seu desempenho operacional - à realidade existente no terreno.

E aqui, o que se verifica é que os militares da Guarda estão constantemente ocupados na caça à multa nas rotundas da cidade. Descurando obviamente o chamado policiamento de proximidade. O tal que coloca (deveria colocar) os militares em situação de vigilância abrangente, para dissuasão dos marginais e segurança das populações.

Não menos importante é o insuficiente efetivo mobilizado no combate direto ao crime organizado, em crescendo assustador. É humanamente impossível fazer mais e melhor. Os membros do NIC são autênticos heróis nesta luta desigual, face à escassez de meios que enfrentam diariamente.

Em resumo, o problema aflorado pelo edil não residirá, de facto, no número de efectivos. Mas tão-só no seu enquadramento. E este é da responsabilidade da cadeia de comando.

*foto ALBUFEIRAsempre

 

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.