Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Portugal

albufeiradiario, 04.04.07

PAÍS DE DR's E ENGenhocas

                  ZÉ D'ALBUFEIRA                

O primeiro-ministro (este título é verdadeiro...) José Sócrates está arrumado. Com esta história do canudo-que-tem e do curso-que-não-tirou está feito num oito!

Por motivos bem menores, outros chefes de governo caíram no pós 25 d'Abril. Melhor: iniciaram a sua queda por questões de somenos. Até o seraficamente sério Cavaco Silva. Sem precisarem que a cadeira caísse!

Pois o agente técnico de engenharia José de Sousa está em maus lençóis. Por exclusiva culpa sua. Primeiro, porque não deveria ter-se permitido obter um diploma sem completar as obrigações académicas inerentes. Depois, por ter deixado que o tratassem por um grau académico para que não estava habilitado. Por último, por ter tentado esconder a tramóia através de pressões ilegítimas dos seus assessores junto da comunicação social.

Estas coisas em democracia acarretam custos elevados. E derrubam promissoras carreiras. 

Mas também, verdade se diga, só numa república das bananas como a nossa a posse de um diploma é condição necessária para alcandoral alguém a lugares públicos de transcendente importância.

Só aqui é que um senhor agente sanitário se sentiu na obrigação de adoptar um dê erre qualquer por ser governador civil.

Nos outros países civilizados, mormente naqueles que nos são mais próximos, o senhor fulano de tal é conhecido (e reconhecido) pelos seus atributos para o lugar que desempenha, mais do que pelas habilitações escolares que possa ostentar.

Só nesta faixa ocidental da Península Ibérica o diploma tem mais importância do que o valor intrínseco da pessoa que o apresenta.

Por isso, há tantos doutores e engenheiros com diplomas comprados no Rossio (nos anos setenta) e em pseudo-Universidades (depois da liberalização do ensino superior).