Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

A poesia de

albufeiradiario, 24.12.16

Maria da Conceição Elói (Madressilva)

marquinhas elói.jpg

Nasceu Jesus

Chega o Natal. Ao de leve,

Seu níveo manto descerra,

A peneirar sobre a terra

Sua poesia de neve.

 

O vento, frio e cortante,

Traz-nos o som argentino,

Do toque alegre do sino

Na ermidinha distante.

 

E de quebrada em quebrada,

De monte em monte ecoando,

Do alto vai acordando

As almas em revoada.

 

E toda a gente da aldeia,

Tal como outrora em Belém,

Acorre prestes também

À capela humilde e feia.

 

Todos lá vão: os pastores,

Vão os zagais, os criados,

Lavradores abastados,

Os rudes trabalhadores:

 

Que o sino posto no pico

Da torre branca e esguia

Chama toda a freguesia

Desde o mais pobre ao mais rico.

 

Glória a Deus, nasceu Jesus!

E todos querem saudá-lo

E assim a “Missa do Galo”

Perfuma as almas de luz…

 

Deus, em palhinhas nasceu

No meio da maior pobreza!

Que trono de realeza

O Rei divino escolheu!...

 

Mas nesse exemplo profundo

Brilha a chama da Verdade,

A pregar quanto é vaidade

Toda a grandeza do mundo

… … … … … … … … …

E a neve cai sem cessar

A neve cai de mansinho

A peneirar, no caminho,

A branca luz do luar…