Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Carlos do Carmo

albufeiradiario, 10.11.19

Último concerto

af881f1b70770d63df0cd11cb5d4c770_N.jpg

                                                                                                                                                RTP

ZÉ D'ALBUFEIRA

Despediu-se dos palcos que não do fado.

Carlos do Carmo.

Não sou grande apreciador de fado, mas gosto de (alguns) bons fados cantados por grandes intérpretes. Daqueles que sentem e vivem, realmente, o fado.

Como Carlos do Carmo.

Acompanhei o seu começo, filho de uma também grande fadista, Lucília do Carmo, proprietária do restaurante/casa de fados "Faia", no Bairro Alto, uma verdadeira referência na noite lisboeta. 

Segui atentamente alguns dos seus momentos mais altos, intra-muros e internacionalmente, como grande estrela, humilde de comportamentos embora, que levou a interpretação da canção de Lisboa e o nome de Portugal aos quatro cantos do mundo. Sempre com êxito acrescido e uma dignidade merecedora de realce.

Saúdo-o, por isso, efusivamente, no momento desta sua despedida, humilde como a entrada, dos palcos que não do fado. Repito-o com redundância, na esperança de que continue entre nós por muitos e bons anos - a soltar a voz na interpretação da sentida canção nacional, como ele sabe melhor que ninguém, a tocar-nos fundo no coração.