Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Chronica de Al-mefêra - 2

albufeiradiario, 15.01.19

Chronica de Al-mefêra
do Bis-Conde da Orada

camara albufeira2.jpg

                                                                                                                                               d.r.

Incomodado com a crescente onda de indignação surgida entre a populaça, por guardar no colchão mais de oitenta milhões de cruzados sem obras para aplicar, o administrador do concelho desatou a anunciar aos quatro ventos uma série (fictícia ?) de empreendimentos a realizar alegadamente no ano em curso, por sinal ano de eleições gerais e europeias, onde se contam, nomeadamente, dois asilos em Fontes Pequenas e Olheiros d'Água, repavimentação de caminhos da vila (mas não é porque venha aí nova etapa da Volta a Lusitânia em Pedaleira...) e substituição das redes de águas e esgotos medievais que servem a urbe.

Ora, tudo isto somado vai dar um empurrãozinho ao seu partido (PSQP – Partido Salve-se Quem Puder), afastado do poder, pelo António dos Golpes Baixos e a sua coligação dita de esquerda, há quase quatro anos, portanto a sofrer uma perda enorme de tachos e tachinhos e, ainda por cima, a viver uma luta fratricida só igualável àquela que levou o atual presidente do conselho de ministros da Lusitânia e líder da coligação dita de esquerda (!) a usurpar o poder ao seu correligionário António Inseguro. Consta até que o Rui Ribeiro, administrador-geral do PSQP, terá feito no ano transato um apelo nacional secreto aos concelhos administrados por membros do PSQP para investirem em força em realizações que dêem nas vistas, por forma a recuperarem em 2019 o eleitorado que lhes tem fugido entre os dedos, segundo as mais recentes sondagens.

Por outro lado, a administração do concelho de Al-mefêra tem-se esforçado bastante, ultimamente, por tomar medidas que satisfaçam claramente as famílias mais carenciadas, transformando a edilidade, paulatinamente, numa agência de transações de imóveis e carros em segunda mão, certamente acessíveis ao comum dos cidadãos.

Resumindo - e para que não digam que o Bis-Conde da Orada critica por fazerem e por não fazerem: vamos ter um ano de 2019 cheio de coisas boas na nossa terra.

                                                                                          Bis-Conde da Orada

Qualquer coincidência com factos reais é pura semelhança.