Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Albufeira Sempre

Diário sobre Albufeira.

Na baixa

albufeiradiario, 21.01.15

Rua transformada em armazém

                                                                                                                                 Joaquim José Gaspar

rua Santana_jj gaspar.jpg

 ZÉ D'ALBUFEIRA

Quando se fala que vão ser recuperadas as ruínas da primitiva igreja de Santa Ana, destruída pelo terramoto de 1755, nas imediações da Praia dos Pescadores, é no mínimo lamentável que a Rua de Santana (ou Travessa da Alfândega), na mesma zona, uma das mais frequentadas de Albufeira,  esteja transformada em autêntica arrecadação dos ambulantes [ambulantes fixos...] da Rua Cândido dos Reis.

Nada me move contra os ambulantes. Pelo contrário, tenho por eles admiração, na medida em que, perante as dificuldades do mercado de trabalho, optaram por desempenhar esta atividade, em vez de engrossar as hostes dos que vivem à custa do erário público. E que são muitos.

São caixotes inestéticos, fechados a cadeado e cobertos de plásticos protetores - quando, na verdade, esta artéria devia ser mais atrativa e fruida pelos peões que circulam entre o Cais Herculano e as zonas circundantes.

Aos ambulantes, devia quem de direito destinar uma zona coberta, bem mais nobre e a coberto das intempéries. Por exemplo, nos anexos do parque de estacionamento.

Os caixotes, esses cederiam o lugar a bonitos vasos de flores (devidamente tratados, não como alguns que se vêem espalhados pela cidade), por forma a transformar a Rua de Santana num local aprazível para passear.